Translator

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quarta-feira, julho 23, 2014

STEVIE WONDER e o REGGAE



















 --------------------------------------------------------------------
Stevie Wonder (nome artístico de Stevland Hardaway Morris) (Saginaw, 13 de maio de 1950) é um compositor, cantor e ativista de causas humanitárias e sociais estadunidense.  Assinou contrato com a Tamla Records, selo da Motown Records aos onze anos e continua com a mesma até hoje. Gravou mais de trinta sucessos que alcançaram o top ten e ganhou vinte e cinco Grammy Awards, o maior número já ganho por um artista masculino.1 Ao nascer foi-lhe dado o nome Stevland Hardaway Judkins, depois alterado para Stevland Hardaway Morris..
 Devido ao nascimento prematuro, em seis semanas os vasos sanguíneos da parte de trás de seus olhos ainda não tinham chegado na parte frontal e seu crescimento abortado causou o descolamento das retinas.2 O termo médico para esta condição é retinopatia da prematuridade, e ela pode ter sido agravada pelo oxigênio bombeado para sua incubadora, mas não foi a principal causa de cegueira.  Quando Stevie Wonder tinha quatro anos, sua mãe deixou seu pai e se mudou com seus filhos para Detroit. Voltou a ter o nome de solteira, Lula Hardaway e mais tarde mudou o sobrenome de seus filhos para Morris. Morris permanece como o nome legal de Stevie Wonder desde então. Começou a tocar instrumentos muito cedo, incluindo piano, gaita, bateria e baixo. Durante sua infância foi ativo em um coral de igreja..
  Aos 13 anos, Wonder alcançou grande sucesso com "Fingertips (Pt. 2)", um single de 1963 gravada ao vivo durante apresentação da turnê Motor Town Revue, lançada no álbum Recorded Live: The 12 Year Old Genius. A canção que apresentava Wonder nos vocais, bongôs e gaita e um jovem Marvin Gaye na bateria, atingiu número 1 na parada Pop e R and B e fez com que Stevie atingisse o grande público..
Apesar de cantar em vários ritmos,Stevie Wonder também se envolveu com o reggae..
Em Julho de 1974 duas músicas de Stevie alcançaram sucesso na parada pop: "You Haven't Done Nothin'"  (um protesto político que tinha como alvo Richard Nixon) e "Boogie On Reggae Woman". Este álbum também ganhou mais três Grammys, incluindo Álbum do Ano..
Em 4 de Outubro de 1975, Wonder se apresentou no histórico "Wonder Dream Concert" em Kingston, Jamaica, durante show beneficente para um instituto para cegos. Além de Stevie Wonder, os três membros originais do The Wailers ,Bob Marley, Peter Tosh e Bunny Wailer , se apresentaram juntos pela última vez...
Hotter than July (1980) se tornou o primeiro álbum de Wonder a atingir platina, e o single "Happy Birthday" foi um veículo bem sucedido em sua campanha para estabelecer o aniversário do Dr. Martin Luther King como feriado nacional. O álbum também incluía o reggae "Master Blaster (Jammin')", seu tributo a Bob Marley, "All I Do", e a balada "Lately", que mais tarde teria covers dos grupos Jodeci e S Club 7..
Third World é uma banda de reggae jamaicana formada em 1973. Seu som é influenciado pelo soul , funk e disco . Apesar de terem passado por várias mudanças de formação, Stephen "Cat" Coore , Richard Daley e o saudoso vocalista Bunny Rugs foram membros constantes..
 Eles conheceram Stevie Wonder , na Jamaica, em 1976, e o single o levou a tocar com eles no Reggae Sunsplash Festival, em 1981, na esteira da morte de Bob Marley, tocando o seu tributo a Marley, " Master Blaster ". Third World passou a realizar várias vezes no festival, e eles com Wonder também participaram do tour 'Reggae Sunsplash EUA' em 1985. Também escreveu, juntamente com Melody A McCully, seu sucesso de 1982 "Try Jah Love", o que lhes trouxe mais exposição na América do Norte.
 Apesar de Stevie estar um pouco inativo no estúdio durante este período, ele encontrou tempo para colaborar com a banda de reggae, Third World e ex-Beatle Paul McCartney.  Em 1982, Stevie apareceu no anual Reggae Sunsplash Festival na Jamaica. Naquele ano, o festival prestou homenagem a Bob Marley que havia morrido um ano antes. Stevie foi acompanhado no palco pelo grupo Third World e Rita Marley para realizar Masterblaster (Jammin ') e Redemption Song de Bob Marley. Após o seu desempenho Stevie sugeriu que ele escrevesse algum material para o próximo álbum da banda. O resultado foi o single ´´Try Jah Love ´´,´´Before You Make Your Move (Melt With Everyone)´´ e a socialmente consciente,´´You're Playing Us Much Too Close´´ ..
Em alguns aspectos, Try Jah Love estava à frente de seu tempo em termos de ritmo e de fusão, mas Coore aponta "olha o que está acontecendo agora", o que indica a mistura de dancehall e hip-hop..
Ambas fizeram parte do álbum do Third World de 1982  ´´You've Got The Power´´.
Quando Third World colaborou com Stevie Wonder , a banda de reggae foi recompensada com o segundo mais alto de gráficos single, "Try Jah Love", um hit Top 25 R and B. A seguinte foi outra música produzida e escrito por Wonder, o tonificado ´You're Playing Us Much Too Close´´ , que capta perfeitamente algumas das preocupações dos anos 1980 ,da era de pessoas de cor. Outros destaques são a faixa-título inspiradora ,suave ´You've Got The Power´,e uma bela cover da canção de Bacharach / David  e Chuck Jackson ,o hit "I Wake Up Crying."..
----------------------------------
http://pt.wikipedia.org/wiki/Stevie_Wonder
 http://www.steviewonder.org.uk/bio/chapter16.html

terça-feira, julho 22, 2014

JACO PASTORIUS e o REGGAE



















 ---------------------------------------------------------------------------
Jaco Pastorius de nome próprio John Francis Anthony Pastorius III (Norristown, Pensilvânia, 1 de dezembro de 1951 - Fort Lauderdale, Flórida, 21 de setembro de 1987), foi um baixista de jazz e jazz/fusion norte-americano. É considerado por muitos como um dos mais influentes baixistas de todos os tempos..
Em 1974, começou a tocar com Pat Metheny, hoje uma lenda viva da guitarra, chegando a gravar um álbum juntos, "Jaco" (1974), o primeiro álbum da carreira do baixista, pouco conhecido e ao contrário do do que muitos pensam. Em 1976, Jaco gravou o seu segundo álbum, produzido pela Columby Productions - Epic, instantaneamente reconhecido como um clássico no cenário jazzístico da época. Foi então convidado a fazer parte do Weather Report, onde gravou em 1977 o álbum Heavy Weather, indicado ao Grammy e um dos álbuns de fusion mais famosos de todos os tempos..
  Foi peça fundamental do Weather Report no periodo de 1976-1982, o mais fértil do grupo, exercendo grande influência sobre o pianista-tecladista Joe Zawinul. Após sair do Weather Report segue carreira solo liderando big bands e mostra grande inventividade como compositor, deixando clara sua herança musical e liberdade de espírito
  Jaco utilizava um baixo Fender Jazz Bass 62, que foi roubado em 1986, criando-se um mito a respeito do desaparecimento do "Bass of Doom" (como ficou conhecido). Recentemente foi recuperado pelo baixista Robert Trujillo que ainda está com o instrumento 1 . Para algumas faixas, utilizava um efeito "flanger". Utilizava bastante alternância entre os captadores da ponte e do braço, equilibrando o timbre que desejava utilizar. Certo dia, Jaco resolveu arrancar os trastes de seu baixo elétrico. Não inventou o baixo fretless (ampeg aub 1 1966) mas foi o primeiro a tocar com a precisão de um violoncelista, inovando a técnica e ampliando as possibilidades. Ou, como disse um crítico, trouxe maturidade ao instrumento..
Na metade da década de 80, Pastorius começou a apresentar problemas mentais, e sintomas do chamado distúrbio bipolar, síndrome de pânico e depressão, relacionada ao uso excessivo de drogas e álcool. Esse distúrbio tornou-o mundialmente famoso por seu comportamento exagerado e excêntrico, para não dizer bizarro. Certa vez, quando se apresentavam em Tóquio, foi visto completamente nu e aos gritos sobre uma moto em alta velocidade. Suas performances como instrumentista também mudaram, seu gosto pelo excêntrico e pelas dissonâncias, se tornou exagerado e de certa forma incompreensível. Jaco passa a tocar em clubes de jazz em Nova York e na Flórida, tendo caído no conceito popular e transformado-se na "ovelha negra" do meio musical-jazzístico da época.  O trágico fim de John Francis Anthony Pastorius III inicia-se em 11 de setembro de 1987. Após um show de Carlos Santana, se dirige ao Midnight Bottle Club, em Wilton Manors, Florida. Após ter um comportamento exibicionista e arrogante, entra em uma briga com o segurança do clube, chamado Luc Havan. Como resultado da briga, sofre traumatismo craniano e entra em coma por dez dias. Depois que os aparelhos foram retirados, seu coração ainda bateu por três horas. A morte do mais ilustre baixista de todos os tempos data de 21 de setembro de 1987, faltando 10 semanas para completar 36 anos. Foi enterrado no cemitério Queen of Heaven, em North Lauderdale.  Uma das maiores homenagens prestadas a ele, foi registrada pelo trompetista Miles Davis, que gravou a música Mr. Pastorius, composição do baixista Marcus Miller, lançada no álbum Amandla..
No reggae,Jaco proporcionou momentos surpreendentes, como quando Pastorius dirigiu um "Jaco Reggae" ,um som crivado de dub para a estratosfera com uma fusão de acordes e escalares riffs que nunca, nunca sacrificam o ritmo da pista por causa da improvisação.Parceria com o guitarrista Bireli Lagrene ,que é robusto, seus complicados acordes na guitarra dão uma sensação mais profunda, dando o fundo de uma base ampla...
 Jaco Pastorius e sua banda tocaram no Beverly Theatre em Los Angeles em 20 de novembro, em 1983. Ele começou com um ´´Reggae Jam´´ simplesmente intitulado "New Reggae", que, depois de um tempo, muda em um solo de Jaco.Este sozinho que ele cita muitas das sua assinatura bem como "The Star Spangled Banner" e Amerika"...
Jaco também tocou uma versão instrumental-reggae de ´´I Shot The Sheriff´´, de Bob Marley,e igualmente tocou baixo em uma faixa com o famoso cantor jamaicano Jimmy Cliff,´´Brown Eyes´´,do álbum Cliff Hanger,de 1985..Em 1986,esse álbum deu a Cliff um prêmio Grammy pelo melhor álbum de reggae.
Jaco foi um gênio que reinventou a guitarra baixo elétrica, tocando complexas linhas, longas filas e solos incríveis em velocidades notáveis...
Jaco foi influenciado pelo rhythm and blues, rock e jazz, além da música caribenha,como o reggae, que ouvia em seu primeiro emprego como músico, em um cruzeiro turístico que às vezes durava semanas, viajando pela costa do México, Haiti, Jamaica e Bahamas..
------------------------------------------
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jaco_Pastorius
-------------------------------------------

segunda-feira, julho 21, 2014

CARLOS SANTANA e o REGGAE
























 -----------------------------------------------------
Carlos Alberto Santana Barragán, mais conhecido como Santana ou Carlos Santana (Autlán de Navarro, 20 de julho de 1947), é um conhecido guitarrista e compositor mexicano. Tornou-se famoso na década de 1960 com a banda Santana Blues Band, conhecida posteriormente apenas como Santana - mais precisamente com a sua atuação no Festival de Woodstock em 1969, onde ganhou projeção mundial..
 Carlos Santana lançou em 1999 o álbum Supernatural, que teve as participações de Rob Thomas, Eric Clapton e Lauryn Hill, ganhando prêmios Grammy em nove categorias, no ano seguinte, igualando um record histórico que somente Michael Jackson detinha.
Um admirador de Bob Marley e do reggae,Carlos Santana já tocou com grandes nomes do reggae jamaicano,como The Wailers e Third World ,e participou de festivais de reggae na Jamaica,inclusive,como The Reggae Session em 1988 com Bunny Wailer, Ziggy Marley, Carlos Santana e Jimmy Cliff..
 .O guitarrista Carlos Santana divulgou, nesta terça-feira (1º), uma música  em parceria com o cantor Ziggy Marley. O mexicano e o primogênito de Bob Marley fizeram uma versão para a clássica “Iron Lion Zion“, hit do rei reggae.  A canção integra o disco de colaborações que Santana lançará em maio próximo, “Corazón”. Além de Ziggy, o álbum conta com presenças de artistas como Juanes, Samuel Rosa (guitarrista e vocalista do Skank), Gloria Estefan, Los Fabulosos Cadillacs, Diego Torres, entre outros.
 Carlos Santana totou "Exodus" de Bob Marley em 2009 com Chick Korea e John Mclaughlin, além de um clipe de vintage dele tocando guitarra reggae com os Neville Brothers na Jamaica..
 "Cry Baby Cry" é uma canção do guitarrista mexicano Santana , com o artista Jamaicano de dancehall - reggae, cantor Sean Paul, e a cantora inglesa Joss Stone..
Também gravou ´´Satta Massagana ´´por The Carribean Allstars, caracterizando Carlos Santana
e a banda de Reggae clássica dos The Abyssinians interpretado pelos Carribean Allstars, caracterizando Carlos Santana. Guitarra incrível ,como você poderia esperar deste mestre da guitarra e pura vibe boa...
No álbum ao vivo de Santana ,Performing Arts Center Providence ,de 1992 ,ele teve como convidados a banda jamaicana Third World (na sua formação original com Bunny Rugs,Cat Coore,Carrot Jarrett,Ibo Cooper,Richie Daley e Willie Stewart)..Eles interpretaram juntos as faixas ´´Exodus´´,´´Get,Up,Stand Up´´ e´´Natural Mystic´´,todas escritas por Bob Marley (Get,Up,Stand Up,uma parceria com Peter Tosh)..
 -----------------------------
Fonte: www.cifraclubnews.com.br
---------------
http://pt.wikipedia.org/wiki/Carlos_Santana

domingo, julho 20, 2014

BOB DYLAN e o REGGAE
























-------------------------------------------------------------------------
 Bob Dylan (nome artístico de Robert Allen Zimmerman; Duluth, 24 de maio de 1941), é um cantor e compositor norte-americano de música Folk.  Nascido no estado de Minnesota, neto de imigrantes judeus russos, aos dez anos de idade Dylan escreveu seus primeiros poemas e, ainda adolescente, aprendeu piano e guitarra sozinho. Começou cantando em grupos de rock, imitando Little Richard e Buddy Holly, mas quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para a folk music, impressionado com a obra musical do lendário cantor folk Woody Guthrie, a quem foi visitar em Nova York em 1961..
 Em 2004, foi eleito pela renomada revista Rolling Stone o 7º maior cantor de todos os tempos e, pela mesma revista, o 2º melhor artista da música de todos os tempos, ficando atrás somente dos Beatles, e uma de suas principais canções, "Like a Rolling Stone", foi escolhida como a melhor de todos os tempos.Influenciou diretamente grandes nomes do rock americano e britânico dos anos de 1960 e 1970.
Bob Dylan tem algumas canções em seu catálogo que incorporam ritmos reggae, incluindo  "Man Gave Names to All the Animals" (do álbum "Slow Train Coming) e" Dead Man, Dead Man "(do álbum" Shot of Love " ). Curiosamente, Dylan trabalhou com a lendária seção rítmica do reggae Sly Dunbar (bateria) e Robbie Shakespeare (baixo) no álbum "Infidels", embora, surpreendentemente, não há praticamente uma pitada de reggae entre as músicas. Uma das músicas "I and I", mais tarde foi remixada e incluída no álbum "Is it Rolling Bob: A Reggae Tribute to Bob Dylan".
 A música de Bob Dylan tem sido altamente valorizada na Jamaica ( The Wailers gravou uma versão estranha, misteriosa de "Like a Rolling Stone", já em 1966), e dada a mutabilidade elástica surpreendente de suas canções (e a adaptabilidade igualmente elástica em ritmos de reggae), deve chegar como nenhuma surpresa que uma coleção de covers de reggae de suas composições deve aparecer de vez em quando. "Is it Rolling Bob'' apresenta 14 versões reggae de músicas de Dylan . O fato de que a Jamaica já foi essencialmente uma ilha de escravos de plantação(e dado que Toots Hibbert poderia cantar o querem os anúncios e fazê-los ficar lá) entrega " Maggie´s Farm" uma pungência adicionada aqui, enquanto "Mr. Tambourine Man" faz uma transição incrivelmente fluida de reggae nas mãos do grande Gregory Isaacs , e faixas como "Lay Lady Lay" pelos Mighty Diamonds . O disco fecha com um remix da versão vocal de de Dylan "I and I" feita por Doctor Dread , e além de ser um pouco mais atmosférico do que a versão de Infidels (que já teve a grande seção de ritmo jamaicana Sly Dunbar e Robbie Shakespeare sobre ele), é surpreendentemente perto do mix original ..
Participaram do álbum também nomes como Apple Gabriel,ex Israel Vibration,Billy Mystic,Beres Hammond,Aswad,Michael Rose e Don Carlos,ambos ex Black Uhuru, JC Lodge e Luciano..
 O CD é uma criação do produtor musical Gary Himmelfarb, também conhecido como Doctor Dread
Tem também o álbum Various Artists : Blowin' in the Wind: A Reggae Tribute to Bob Dylan ,de 2002..
Contou com artistas como The Mighty Diamonds,Chalice,The Abyssinians,Judy Mowatt, Reggae Rockers Featuring Bradley Brown, Lehbanchuleh e Sugar Black..
 ------------------------------------------
Read more: 
http://www.allmusic.com/album/is-it-rolling-bob-a-reggae-tribute-to-bob-dylan-mw0000208001
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bob_Dylan
---------------------

sábado, julho 19, 2014

THE ROLLING STONES e o REGGAE









































--------------------------------------------------------------------------
The Rolling Stones é uma banda de rock inglesa formada em 12 de julho de 1962, e é uma das bandas mais antigas ainda em atividade. Ao lado dos Beatles, foram considerados a banda mais importante da chamada Invasão Britânica ocorrida nos anos 1960, que adicionou diversos artistas ingleses nas paradas norte-americanas e que decisivamente influenciaram na música pop e nos costumes. Atualmente, são considerados a maior banda de rock do mundo.  Formado por Brian Jones, Keith Richards, Mick Jagger, Bill Wyman e Charlie Watts, o grupo calcava sua sonoridade no blues..
 Mas os Stones também tiveram alguma influência do reggae jamaicano.
Por incrível que pareça, muita gente nem sabe da existência de “Cherry Oh Baby”, na versão dos Rolling Stones. Pois bem, trata-se de uma das raríssimas covers que os Stones fizeram após a década de 1960. A faixa faz parte do álbum Black and Blue, lançado em 1976. A composição é do jamaicano Eric Donaldson, e data de 1971. A versão dos Stones foi gravada durante as sessões do álbum Goats Head Soup, na Jamaica, em 1973 , três anos antes do lançamento de Black and Blue.Black and Blue (1976), um disco mais intimista com forte participações de convidados como Billy Preston, que já havia gravado Let It Be, dos Beatles e vinha participando de todos os álbuns dos Stones desde Sticky Fingers de 1971, e Ron Wood confirmado no comando da segunda guitarra, que obtém razoável sucesso..
Charlie Watts certa vez declarou: “A influência do Reggae nas músicas de Black And Blue vieram principalmente de Keith Richards .Mas Mick também certamente estava focado no reggae. Eu tinha todas as gravações (de reggae) comigo quando nos mudamos para a França e quando estávamos gravando faixas para o Exile On Main Street, na casa de Keith. Mick as tinha muito bem. Eu tocaria “Cherry Oh Baby” para ele ou ele a tocaria para mim. É um reggae meio quadradão, mas vale pela curiosidade da canção. E nos teclados, Mr. Billy Preston:The Harder They Come foi um álbum que Keith ouvia muito,e fez uma versão em reggae…”
Os Rolling Stones tiveram também muita participação do saudoso cantor jamaicano Peter Tosh..
Depois da separação dos Wailers,Peter Tosh se dedicou a sua carreira solo..
 Tosh organizou uma banda de apoio, Word,Sound and Power,  que eram para acompanhá-lo em turnê para os próximos anos, e muitos dos quais realizaram como músicos em seus álbuns deste período. Em 1978, a Rolling Stones Records contratou com Tosh, e o álbum Bush Doctor foi lançado, introduzindo Tosh para um público maior. O single do álbum, uma versão cover da  canção do The Temptations  
" Don´t Look Back", realizado como um dueto com o cantor dos Rolling Stones ,Mick Jagger, fez de Peter Tosh um dos artistas de reggae mais conhecidos.O álbum teve também a participação de Keith Richards na guitarra em algumas faixas (Stand Firm,Don´t Look Back).
Mais dois álbuns de Peter Tosh também foram lançados na Rolling Stones Records,Mystic Man (1979),e Wanted,Dread and Alive (1981)..
Em 1980 lançam um disco mais linear, Emotional Rescue,com a participação do cantor jamaicano Max Romeo.Keith Richards igualmente tocou guitarra em um álbum de Max Romeo,Holding Out My Love To You,de 1981..
Keith Richards possui uma casa na Jamaica,em Ocho Rios,conhecida como Point of View,que nos encontros nesta casa com os rastas deu origem ao Wingless Angels..
  O guitarrista dos Rolling Stones, Keith Richards comprou uma casa em Ocho Rios, em meados da década de 1970 e fez amizade com Hinds..
 Wingless Angels: Wingless Angels são um grupo jamaicano de Rastafari reggae,que era liderado pelo saudoso Justin Hinds , mais conhecido por seu álbum auto-intitulado Wingless Angels,  produzido por Keith Richards e emitido em sua logomarca Mindless Records...
 Justin Hinds tinha na década de 1990 voltou a viver em sua casa, cidade rural de Steertown perto de Ocho Rios , onde liderou um grupo de nyabinghi músicos, incluindo Winston "Black Skull" Thomas (que já havia trabalhado com o Talking Heads e Bad Brains ), Milton "Bongo Neville" Beckerd, "Bongo" Locksey Whitlock, Warrin Williamson, Maureen Fremantle (aka Sister Maureen), Vincent "Jackie" Ellis, e Bongo Jackie (aka Iron Lion)..
 SuperHeavy é um supergrupo de rock composto por Mick Jagger,o filho caçula de Bob Marley,Damian Marley, Dave Stewart, Joss Stone, e A. R. Rahman. Joss Stone e Dave Stewart já colaboraram com Mick Jagger. A formação da banda foi anunciada em 20 de maio de 2011. Jagger disse sobre a banda:Nós queremos convergir estilos musicais diferentes.Estamos sempre a misturá-los, mas eles estão sempre separados...
  Inicialmente foi concebido para promover o lançamento de uma nova plataforma desenvolvida pela Nokia, para os seus smartphones, a banda é formada pelo vocalista dos The Rolling Stones Mick Jagger, pelo antigo guitarrista dos Eurythmics Dave Stewart, pela vocalista Joss Stone e pelo filho mais novo de Bob Marley, Damian Marley. Jagger e Stewart depois chamaram o músico indiano A.  R. Rahman, que é designado como o mais promissor compositor do mundo..
 ´´Shes The Boss´´ é o primeiro álbum solo de The Rolling Stones vocalista Mick Jagger lançado em 1985, quando os Stones assinaram com a CBS Records em 1983..
 Jagger contou no álbum com os jamaicanos Sly Dunbar na bateria e Robbie Shakespeare na guitarra baixo..
 Em 1986, o cantor de reggae jamaicano Patrick Alley tentou processar Jagger sobre a canção "Just Another Night", que Alley afirma que ele tinha gravado em 1979 e lançado em seu álbum de 1982.
  Alley afirma que ele tinha gravado em 1979 e lançado em seu álbum de 1982, A Touch of Patrick Alley . Alley afirmou que Sly Dunbar (que tocou bateria em She´s The Boss) também tocou em sua gravação. O caso foi inocentado em 1988, com Jagger dizendo "Minha reputação está realmente apagada. Se você está bem conhecido, as pessoas se levantam e tiram fotos com você."
 ’Dirty Work’’,de 1986, foi o primeiro álbum dos Rolling Stones com duas faixas com Keith Richards nos vocais (Too Rude" e "Tonight Sleep").Too Rude,um reggae,é uma versão do cantor jamaicano Half Pint..
Keith Richards também participou tocando guitarra de álbuns de artistas lendários do reggae,como Lee ´´Scratch´´ Perry,Toots and The Maytals,outros....
-------------------------
http://pt.wikipedia.org/wiki/Dirty_Work_
http://movethatjukebox.com/o-reggae-que-os-rolling-stones-gravaram-em-1973/

sexta-feira, julho 18, 2014

ROCKAMOVYA





















 -------------------------------------------------------------------------
Dessa vez, o vocalista do Groundation, Harrison Stafford, chamou o baterista jamaicano Leroy Wallace, protagonista do clássico "The Rockers", e o Will Bernard, o mais aclamado guitarrista da cena new-jazz americana, para fazer um som. Também participam do projeto mais dois integrantes do Groundation, o tecladista Marcos Urani e o baixista Ryan Newman. O nome "Rockamovya" veio com Leroy Wallace, eram os velhos galpões jamaicanos onde rolavam as "reggae parties". A idéia é resgatar o poder e a união que a música carrega, levar isso independentemente do tempo, fazendo imperá-las "hoje" da mesma forma que "ontem".  Leroy "Horsemouth" Wallace é de altíssimo nível, vasto currículo, remanescente da nata jamaicana. No filme "Rockers" de Ted Bafaloukos, contracenou ao lado de ícones como Jacob Miller, Ras Michael, Gregory Isaacs, Robbie Shakespeare, Joe Gibbs e Big Youth, dentre vários dos melhores músicos da época. Este clássico de 1978, completou 30 anos com status de "Obra-prima Cinematográfica do Reggae".  Harrison Stafford, por sua vez, já se firma como o melhor, ou como um dos melhores nomes que demarcaram seu território na era pós 2000. Sem dúvida está no topo, junto ao Groundation, misturando reggae com jazz, já conquistaram todos os quatro cantos da Terra.  Will Bernard, foi consagrado no TJ Kirk, projeto que tinha com seu amigo Charlie Hunter (outro alienígena das guitarras) e que em 1997 foi nomeado ao Grammy. E essa foi só a primeira vez, recentemente foi nomeado ao Grammy de 2008 com o álbum Party Hats, que conta com participações de Ryan Newman e Paul Spina do Groundation.  Justiça seja feita, o resultado é impecável, não fica devendo em nenhum quesito: força, harmonia, precisão, mensagem, sonoridade, vibração, psicodelia .Enfim, eu diria que esta pedrada, ou melhor, esta rajada de pedregulhos é para chegar inusitado como um relâmpago em um céu atento, primeiro a instantânea claridade depois a profusão da trovoada! É o reggae mergulhado na sopa instrumental do jazz? Ou seria o jazz enraizado na terra fértil do reggae? Ou então será o jazz paralelo ao reggae no plano experimental do dub? Na totalidade do som, o reggae tem presença maciça, mas soa inovador e tem o frescor do incomparável. Tudo isso devido nossa diversidade musical ilimitada junto a tal criatividade consensual avaliada. Ouçam, é emocionante...
------------------------
http://oficinademacacos.blogspot.com.br/2008/08/rockamovya.html#.U8ab1kBNz_k
------------------------
DISCOGRAFIA
Rockamovya-2008

quinta-feira, julho 17, 2014

HARRISON ´´PROFESSOR´´ STAFFORD



 -------------------------------------------------------------------------------
Harrison ´´Professor´´ Stafford é o vocalista e guitarra do grupo norte americano Groundation.
Harrison Stafford nasceu em 1977 e cresceu na cidade de Pleasanton, um subúrbio a leste da baía de São Francisco, Califórnia,USA. Frequentou escolas públicas regulares e também passou um tempo na Sinagoga estudando a Torá e aprendendo o hebraico. Seus pais têm um profundo apreço para o amor pela música, e a música teve um papel importante na vida cotidiana da família.  Por razões ainda não pode explicar totalmente, a música reggae e sua "história tocou-o em uma idade muito jovem, e provocou um amor do ritmo e da cultura da diáspora Africana. Desde os 3 anos, Harrison Stafford foi rodeado por música, o pai dele era um pianista de jazz e seu irmão estava ouvindo Bob Marley e Peter Tosh. Reggae Music foi a primeira música que ele ouvia.
Jovem, Harrison teve uma paixão por rastafarianismo e viajou muito cedo para a Jamaica, onde ele conheceu os líderes (também chamados de anciãos) dessa cultura como Mortimer Planno, em seguida, viajou ao Zimbabué (África), aos 16 anos.
Harrison Stafford é altamente carismático. Ele é verdadeiramente um dos ícones do século 21, uma mensagem de paz e defende a igualdade de justiça.
Com sua voz excepcional, Harrison Stafford é capaz de criar alguns dos mais impressionantes feitos vocais da nova cena reggae.
Harrison Stafford é parte da banda Groundation ,e essa página foi criada na idéia de unidade.
"Sempre achamos que temos uma batida na hora, mas o tempo sempre tem uma batida para nós",diz Harrison Stafford..Ainda na escola, ele começou a se perguntar por que a música Reggae, vindo de um grupo relativamente pequeno de negros pobres, era uma voz tão poderosa ferramenta pela igualdade de direitos e justiça, e ele ansiava por fazer parte dessa luta em todo o mundo.  Depois de terminar o colegial, Harrison estudou jazz na Universidade Estadual de Sonoma, onde conheceu os colegas de jazz Marcus Urani (teclados) e Ryan Newman (baixo). Juntos, eles formaram o grupo de reggae fusion Groundation em 1998. Groundation desde então se tornou uma das principais bandas conscientes da cena musical underground, e lançou sete álbuns de música original e participaram de inúmeras turnês mundiais. Harrison continua a ser uma força motriz por trás Groundation, tanto em seu papel como vocalista e na sua capacidade criativa para   a popularidade de Bob Marley, e os ajudou a apreciar a música em um nível mais profundo; ajudou a compreender como a música ea mensagem realmente define quem somos e onde estamos neste momento.  De 2000-2011 Harrison produziu um documentário sobre a história do movimento Rastafari e reggae; intitulado "Holding on Jah". O filme apresenta entrevistas exclusivas com cada um de quem é quem das lendas do Reggae incluindo The Congos, Abyssinians, Ras Michael, Brother Samuel Clayton, Pablo Moses, Israel Vibration, Ijahman Levi, Countryman e Winston McAnuff entre muitos outros. Holding on Jah foi uma colaboração com seu amigo de infância há muito tempo, o diretor Roger Hall, e está atualmente em negociações de contratos para os direitos de publicação para assegurar o seu lançamento mundial para 2014.  Hoje Harrison continua a escrever música ,e em turnê com Groundation e se envolver em outros projetos que ajudam a espalhar a música ea mensagem. Harrisson gravou um álbum álbum influenciado pelo jazz chamado  "Rockamovya" em 2008, que foi um coletivo com os membros fundadores do Groundation, juntamente com Horsemouth na bateria e o indicado ao Grammy Jazz, guitarrista Will Bernard. Harrison também começou trabalhos solo, incluindo uma versão de estúdio  (Madness 2011) e um DVD / CD ao vivo (Throw Down Your Arms 2012), sob o nome de "Professor" que incidiu sobre o conflito israelense-palestino, e contou com lendários músicos jamaicanos Leroy "Horsemouth" Wallace na bateria e Errol "Flabba Holt" Carter no baixo..
Em 1999, Stafford se juntou com Kris Dilbeck para fundar a Young Tree Records e o primeiro álbum do Groundation,do mesmo nome.
Stafford tem vários projetos paralelos ao Groundation..
 Os três membros fundadores do Groundation (Harrison Stafford, Marcus Urani e Ryan Newman) juntaram-se com o baterista jamaicano Leroy "Horsemouth" Wallace e Will Bernard em junho de 2008 para formar Rockamovya. O nome vem do estilo patois jamaicano de Wallace e serve para mostrar a unidade e o poder da música...
 Um projeto paralelo do vocalista Groundation Harrison Stafford; todas as canções foram escritas na Cisjordânia.  Para um projeto deste escopo e escala, Stafford reuniu lendas da música Reggae ,ao longo anunciada por seu compromisso com a justiça e a retidão. Leroy "Horsemouth" Wallace ("Rockers", Burning Spear), Flabba Holt (ROOTS RADICS), Dalton Brownie (Augustus Pablo, Mutabaruka), Lloyd "Obeah" Denton (Israel Vibration, Horace Andy) são os tocadores de instrumentos, enquanto Winston McAnuff, U-Roy, Bernard Collins (The Abyssinians) e Ashanti Roy (The Congos) todos emprestam suas vozes para de um álbum, um novo capítulo na evolução de uma pesada queda de Reggae Roots, este clássico instantâneo.  Harrison Stafford, letrista e front-man do Groundation , fez a sua recente peregrinação à Terra Santa, a fim de se conectar com a história de sua própria família e tentar encontrar um terreno comum entre ambos os lados do conflito. Embora ele experimentou uma variedade estonteante de diferentes pontos de vista e posições, saiu com a realização claro que há, de fato, há "lados" a este conflito que todos nós somos, de fato, do mesmo lado, com os mesmos objetivos e aspirações de paz e prosperidade, e com uma causa comum ver uma resolução que proporciona justiça e dignidade para todas as pessoas envolvidas...
---------------------------
---------------------------------
 DISCOGRAFIA

Rockamovya

Rockamovya

quarta-feira, julho 16, 2014

ROOTS KNOTTY ROOTS (livro)
























  ----------------------------------------------------------------------
Roots Knotty Roots-The Collector´s Guide To Jamaican Music ..
Para todos os entusiastas da música jamaicana , este foi o primeiro livro publicado corajosamente na tentativa de catalogar todos os singles da ilha da Jamaica, até a era digital. Seguiu-se uma segunda edição, mas agora a coisa toda está disponível on-line como um serviço de assinatura para o seu prazer musical.
O livro engloba singles de diversos ritmos da ilhas como o Calypso,Mento,ska,rocksteady e o reggae,e outros que influenciaram a música jamaicana,como o pop,blues e gospel..
 Livro compilado e editado por Michael Turner e Robert Shoenfeld..
O Volume 1 engloba os singles 78 e 45 Rpm...
Fora de circulação oito anos, Roots Knotty Roots - A discografia da música jamaicana retorna como um banco de dados on-line em parceria com a Reggae Fever...
 Roots Knotty Roots é de longe a mais precisa e abrangente discografia de singles jamaicanos. É muito maior e mais preciso do que edições anteriores, com mais de 62.000 listas, cobrindo os anos de 1953 a 1986. Também muito mais documentação sobre cada registro. Os lados B são totalmente descritos, e através de descrições de ritmos, gêneros e origens musicais, você pode obter uma sensação muito melhor para a música em si. E claro que é um repositório de números de matriz, com mais de 23.000 listadas, é a melhor ferramenta de encontrar registros disponíveis.Roots Knotty Roots é totalmente pesquisável e contém uma grande quantidade de informações que não encontrará em nenhum outro lugar.
 ---------------------

terça-feira, julho 15, 2014

HOLDING ON TO JAH (filme)























 ------------------------------------------------------------------
 "Holding On To Jah" (The Genesis of Revolution),produzido pelo vocalista do Groundation,Harrison ´´Professor´´ Stafford é um filme original sobre a história e cultura de raízes música Reggae e o movimento Rastafari na Jamaica, contada por historiadores e renomados músicos de Reggae mundial.   "Holding on to Jah"  detalha a história da Jamaica, a música Reggae e o movimento Rasta, trazendo em foco os cargos críticos, interpretados por Marcus Garvey e o imperador da Etiópia, sua Majestade Imperial, Haile Selassie I.  Reggae é a trilha sonora que define a história e a luta do povo Rasta e de todos os jamaicanos, a música. Entrevistas com alguns dos maiores cantores do Reggae e músicos (alguns dos quais já não estão conosco) contam uma história coletiva dos tempos difíceis que foram resistido e superado por causa de sua grande fé. A história de Rastafari é uma longa trilha de brutalidade policial, longas sentenças de cadeia , privação e abuso físico. O filme é um testemunho de sua fé, que para eles muitas vezes significava ser deserdados pela família, rejeitados pelos amigos e despossuídos pela sociedade.  Os rastafaris partilham conosco as suas histórias pessoais da fusão da ideologia Rasta com música que combinava a ilha e ritmos africanos, e como canções de pessoas como Bob Marley,Sugar Minott,U-Roy, The Congos, Israel Vibration, Culture com Joseph Hill,Pablo Moses,Don Carlos,Leroy ´Horsemouth ´´Wallace,Prince Alla,Ras Michael,Ijahman Levi,Mystic Revelation of Rastafari,Leroy Sibbles,Countryman, Brother Samuel Clayton, e outros, têm trazido adiante uma mensagem positiva e espalhar o "Rastaman Vibration" em todo o mundo. "Holding on to Jah" é um filme sobre a história e cultura de raízes música Reggae e o movimento Rastafari na Jamaica, contada por historiadores e renomados músicos de Reggae mundial.  Dirigido por Roger Landon Hal..
"Holding on to Jah" é uma colaboração de Roger Landon Hall, Harrison Stafford e inúmeros outros.
 A gênese d "Holding on to Jah" pode ser rastreada até quando Roger voltou para a Bay Area,EUA, e reencontrou-se com seu amigo de longo tempo Harrison Stafford em 1999. Harrison fundara, por esta altura, a banda de Reggae Groundation. Harrison e Roger perceberam que eles compartilharam um interesse mútuo na música Reggae. Para os dois amigos, Reggae não era meramente um estilo de música, mas uma expressão de profunda do espírito humano..
 O filme leva os espectadores a uma viagem ao coração do movimento Rasta e mostra-nos como, contra grandes probabilidades, uma mensagem de salvação e redenção. Com coragem, tenacidade e , o movimento Rastafari surgiu, esforçou-se e continua a prosperar. Através de todas as suas tribulações, eles continuam a manter-se firme em suas convicções...
 Os produtores gastaram mais de dez anos pesquisando e compilação de entrevistas para poder apresentar ao mundo com um olhar abrangente sobre a história da música Reggae Roots e o movimento Rastafari.
Um DVD que o historiador do reggae Roger Steffens chama de "uma obra-prima e toda a gente que se preocupa com Rasta vão querer uma cópia dele - melhor auxílio educacional que jamais se poderia possivelmente imaginar."
---------------------------
http://www.holdingontojah.com/