Translator

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

terça-feira, dezembro 27, 2011

KOKO DEMBELE




















--------------------------------------------------------------------------
Koko Dembele é um artista da reggae de Mali. Como vindo de uma família do griot, era difícil para " Igofrey" para tomar um outro sentido na vida do que a música. Seu pai era um percussionista e exercitava a profissão para animar as festa familiares tradicionais da vila. Sua esposa acompanhou-o sempre; eram as estrelas das cerimônias tradicionais do batismo, circuncisão, de cerimônias do casamento ou do júbilo para colheitas dos frutos. Koko estava sempre atual, assim que estava neste ambiente que começou na idade de sete a tocar a percussão perto de seu pai. Acompanhando seu pai, descobriu seu país de origem Mali com sua rica herança histórica nas cidades como Bandiagara (capital do país de Dogon) e Gao, Djenné e Timbuktu. “Com meus pais, eu aprendi a tradição oral, a história dos jalis (griots) e seu papel na sociedade africana”, Koko explica.” Os jalis são os conselheiros dos reis ou dos príncipes e, hoje, dos presidentes. São filósofos, embaixadores, e mestres da palavra, guardiães das tradições, realizadores de desenhos animados sociais e culturais, músicos ou mestres de cerimónias”. De 1976 a 1986, após dez anos de trabalho e pesquisa, Koko assentou bem como guitarrista solo da orquestra famosa de Mopti: O Kanaga; uma banda regional que se transformou numa banda nacional sob a liderança de Sory Bamba. Com suas interpretações bem sucedidas de Bob Marley, Jimmy Cliff, Burning Spear , etc. Koko Dembele estabeleceu-se logo como o cantor principal do grupo. Em 1982, o Kanaga participou no II Festival Zone em Dacar onde 12 países de África foram convidados. Isso conduziu a um outro convite,ao festival ”Angoulême” na França,onde encontrou diversas outras bandas do mundo. Em 1993, Koko Dembele compôs e cantou “Amagni”, uma canção que delata mentiras, extorsão, e corrupção e exortando os homens de cada país a tornar-se dignos e bons. Entretanto, Koko foi a Abidjan começar uma carreira solo. Naquele tempo, a região era a principal plataforma do showbiz africano. Lá encontrou o bandleader e  produtor Boncana Maïga. Sua colaboração conduziu em 1993 ao disco Amagni com a trilha " Baguinée". Este primeiro trabalho teve um sucesso enorme fora do continente e especialmente no Brasil. Este foi o começo do sucesso internacional de Koko Dembele. Em Abril de 1997, Koko era o quarto distinto convidado após Nelson.Mandela, Michael Jackson e Paul Simon no 18o festival de Olodum. O artista estava na parte superior de todas as paradas de sucessos de seu país. Este sucesso fenomenal permitiu-lhe uma abertura internacional e liberou um álbum novo chamado " Tendoro". Empreendeu então uma excursão que o conduziu a França, Alemanha e Suíça. Depois do seu retorno da Europa, ele foi excursionar em todas as cidades principais da Costa do Marfim e do Mali. Em Mali, permaneceu na parte superior das paradas de batida durante dois anos. Após este sucesso, o artista desapareceu por um momento para preparar seu novo álbum, “Yèrèdon”..
------------------------------
DISCOGRAFIA
AMAGNI  - Sterns/1997
 Tendoro-200x
 Yèrèdon-200x

7 comentários:

Gilberto Teles Júnior disse...

Parabéns pelo texto, um cara quase desconhecido no Brasil mas de uma história incrível!

JAHMAN disse...

Obrigado Gilberto,valeu,Jah guide..

mario gl disse...

Amagni.... música muito forte.....jahhhhhhh . parabéns koko dembele

mario gl disse...

Amagni.... música muito forte.....jahhhhhhh . parabéns koko dembele

BolaDão Plays disse...

eu tenho a sorte de dizer que ja fui no show dele , na semana passada na republica do reggae foi incrivel

Filme Zero disse...

Republica do reggae 2016
https://www.youtube.com/watch?v=zKsuq-eaSwc

Ras Welverton Luiz disse...

Alguém tem algum cd dele???